Margem de Contribuição: Conceito e Importância
logo
Voltar

BTS SOCIAL

Margem de Contribuição: Conceito e Importância

img_noticia

Antes de entrarmos no tema do artigo é preciso relembrar a conceituação de:

• Gastos Variáveis: São todos aqueles que sofrem variação de acordo as vendas da empresa.  Ex: custos de matéria-prima, impostos sobre o faturamento, taxas de desconto de recebíveis, comissões de vendas, etc.

• Gastos Fixos: São todos os gastos que, independentemente das vendas, deverão ser pagos. Ex: Aluguel, condomínio, água, luz, telefone, salários, internet, etc....

 

A Margem de Contribuição é um dos mais importantes indicadores utilizados para avaliar a sustentabilidade e capacidade de geração de lucros de um negócio ou projeto, na medida que, através dela, é que seremos capazes de calcular o ponto de equilíbrio, bem como projetar o lucro desejado de uma empresa.

Essencialmente, demonstra quanto sobra, após o pagamento dos gastos variáveis, para cobrir os gastos fixos e ter lucro, ou seja, a margem de contribuição é a diferença entre a receita de vendas e os gastos variáveis, podendo ser calculada de maneira individual, produto a produto, ou total.
 

Margem de Contribuição = (Receita de Vendas – Gastos Variáveis)

Grande parte dos empresários fixam seus olhares somente ao faturamento da empresa, à margem bruta de um produto, aos custos incidentes sobre uma mercadoria e ao volume de gastos fixos, se tornando, muitas vezes, vítimas de seus próprios equívocos matemáticos ao precificar seu mix de produtos/serviços ou projetar os resultados da organização, recaindo, sempre, nas habituais perguntas: “Para onde é que o dinheiro está indo? Como que vendemos tanto e não temos lucro ou sequer conseguimos pagar as contas".

Pois então, é exatamente esse o ponto que desejamos atingir quando falamos da importância de tal indicador. Faturamento não é sinônimo de lucro. Não é verdadeiro afirmar que quanto mais vendas houverem, maiores serão os lucros da empresa, pois se a margem de contribuição for menor do que os gastos fixos, significa que a empresa terá prejuízo.

Porém, quanto maior for a margem de contribuição, menos a empresa terá que vender para pagar suas contas fixas e lucrar. Isso quer dizer que uma organização pode ter sua receita de venda reduzida e, mesmo assim, aumentar sua lucratividade, em virtude do aumento da margem de contribuição.

Com o domínio da sua margem de contribuição, o administrador passa a romper barreiras gerenciais, tornando simples a visualização e o controle dos preços mínimos que podem ser praticados, composição do mix de produtos, definição de objetivos financeiros que devem ser buscados, incorrendo em um permanente gerenciamento de margens, custos e lucros.

 

Roberto Gabriel Toson
Empresário, Bacharel em Direito (Universidade de Passo Fundo-UPF), possui especialização em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas - FGV e certificações em Fusões e Aquisições de Empresas.

FALE CONOSCO

Finanças
Corporativas

e Consultoria
Empresarial

ATENDIMENTO de Segunda à Sexta das 8:30 às 12:00 e das 13:30 as 18:00

icons

ENDEREÇO

Rua Uruguai, nº 1992
Sala 205, Ed. Pró Vida,
Cep. 99010-111, Passo Fundo/RS

icons

ENDEREÇO

Rua Uruguai, nº 1992
Sala 205, Ed. Pró Vida,
Cep. 99010-111, Passo Fundo/RS

BTS PARTNERS - Consultoria empresarial especializada em Finanças Corporativas - 2019 Todos os direitos reservados. Proibida a cópia total ou parcial do conteúdo deste site. Desenvolvido por Criativittá Web Studio.

criativitta